10 agosto 2017

.

Há um universo em mim. Um mundo de cobranças, outro de amor, um planeta de crenças, outro de incertezas, existe um com seus anéis de inseguranças e mais um predominantemente sufocante, de ar densamente carregado de medo e traumas. 
Criaturas vivem em mim. Umas amigáveis, outras serelepes, algumas receosas e desconfiadas, vaidosas e corajosas, a maioria descrente no alheio. Difícil é conviver com todas esses formatos diferentes do eu. Atender expectativas sociais e manter-se fiel à "essência" sempre irá ser um desafio. Ou essas diferentes versões moldam-se ao que é esperado, ou tentam conviver com as várias facetas necessárias para a socialização. Tolher as palavras, o comportamento, as vontades, suprir com os desejos, com os impulsos, com o querer. Como não deixar destruírem-se os mundos íntimos que coabitam em mim? Como prever a felicidade ou a realização plena? Como deixar transparecer-se num mundo de sombras e clarões?

When this wild world
Is a big bad hand
Pushing on my back
Do you understand?
Moon and Moon - Bat For Lashes

11 julho 2017

Resenha - Pesadelos Infaustos

Nome: Pesadelos Infaustos
Autor (a): Breno Torres
Editora: Arwen
Sinopse: Nevoeiros povoam as utopias e cotidianos das infaustas criaturas dos mundos desde as remotas eras. Caminhando no tênue limiar entre pesadelos e triunfos, os peregrinos dos universos, em suas eternas buscas por conquistas e glórias, confrontam os enredos obscuros que Algo ou Alguém – Deus? – tece para cada um de seus passos, deparando-se com as sombras, melancolias e temores inevitavelmente encontrados no caminho. O que de profano, ultrarromântico, caótico e celestial ecoa nas narrativas dos andarilhos dos mundos? Há espaço para a contraditória natureza angélica e demoníaca do ser? Há salvação para os mais miseráveis e condenados errantes das raças?

Escrever sobre o sonho de alguém nunca será uma tarefa fácil. Ao me deparar com o livro de um conhecido querido, logo viabilizei a aquisição e ao ler, pude constatar o quão bom o trabalho de Breno Torres foi, é e continuará sendo.

Pesadelos Infaustos trata de uma compilação de contos de terror/suspense, com elementos sobrenaturais e humanos, que carregam a tradição de autores que o inspiram, como Anne Rice. Perceptível é a influência que o autor teve no processo de escrita desse livro. Aqui, temos vampiros, fadas, bruxas e lobisomens vivendo histórias marcantes e muito bem descritas.

Não gostaria de me prolongar ao descrever cada conto presente no livro, porém, preciso enfatizar o quanto cada um deles, pela forma que foi escrito, ficou na memória após a leitura. A narrativa do padre e sua filha bruxa, a tragédia do animal contido dentro do humano, a fascinação pelo mundo vampiresco, lembrando tanto as histórias de Anne Rice foram alguns dos contos que emergem da memória ao relembrar a leitura da obra.
A escrita de Breno Torres é descritiva, poética e carregada de influências do fantástico literário, da música pop e de leituras contemporâneas. Em alguns pontos peca por cenas, acredito eu, desnecessárias ao enredo, provavelmente com intenções de chocar através do erotismo e diálogos um tanto chulos ou prolixos. Mas nada que impeça o deleite das narrativas instigantes que o autor traz ao seu livro.

A obra ainda traz uma diagramação muito bem elaborada, aos moldes da temática de suspense/terror das narrativas e em cada início de capítulo, há um trecho de uma música, que, acredito ser integrante do repertório do autor.

Com personagens bem elaborados, honrando a tradição dos clássicos sobrenaturais, Pesadelos Infaustos é um prato cheio para quem ama o gênero terror/suspense com uma escrita especialmente elaborada e poética.

06 junho 2017

XXI Feira Pan-Amazônica do Livro


A Feira Pan-Amazônica do Livro que ocorre todo ano, em Belém - PA, foi diferente pra mim. Não prestigiei a Feira apenas como compradora, mas (também) como vendedora. Aprender um pouco a ser livreira nos 11 dias do evento foi bem desafiador, mas ao mesmo tempo muito gratificante. Meus olhos brilharam do começo ao fim em ver tantos livros saindo de caixas todos os dias, expostos, e novos, prontinhos para serem comprados.

Além da experiência maravilhosa com os livreiros das universidades que estavam no mesmo círculo de amizades da minha chefa (❣) e de aprender muito sobre venda e atendimento ao público, as ofertas nesse ano foram maravilhosas, e teve muito livro bom por preços ótimos.

Nos primeiros dias deu tempo de tirar foto de algumas ofertas que duraram até quase o penúltimo dia da Feira, ou seja, esgotaram, mas ficaram por bastante tempo disponíveis. Vários estandes novos e alguns tradicionais estiveram presentes e fizeram os consumidores de livros e outros artigos relacionados surtarem com tanta coisa boa.

Numa estande chamada Qualquer livro a 10,0 reais (esse era o nome mesmo, não tinha outro), vi muitos (muitos mesmo) livros interessantes por esse valor bem em conta. Confere alguns:

O Diário de Anne Frank esgotou no antepenúltimo dia, mas vi muita gente com ele na sacola. Deu pra aproveitar.
Além dessa, outras estandes disponibilizaram muitos livros de fantasia e aventura por preços bem baixos também. Não posso comparar a uma Bienal do Livro em São Paulo e Rio de Janeiro (as quais nunca estive presente,mas sempre fico sabendo de preços menores ainda), mas essas estandes com esses livros a esse valor são novidades aqui em Belém, e acredito que trouxe muita gente às compras por conta delas.
Outra estande que estava com preços ótimos era a da Novo Século. Quase tudo a 20,0 e 15,0 reais. Todos os títulos da Rainbow Rowell por esse preço e boxes de histórias em quadrinhos e um do Mário de Andrade. Esse último eu adquiri 🖤
Na Livraria Relicário, um sebo famoso aqui de Belém, também muita coisa boa esteve por lá. Alguns livros raros, como a primeira edição de Primeira Manhã, do autor paraense Dalcídio Jurandir, prestigiado e estudado na área de Letras da UFPA e outras universidades. Uma amiga estudiosa do escritor conseguiu levar por um preço bem bacana.
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo