06 junho 2017

XXI Feira Pan-Amazônica do Livro


A Feira Pan-Amazônica do Livro que ocorre todo ano, em Belém - PA, foi diferente pra mim. Não prestigiei a Feira apenas como compradora, mas (também) como vendedora. Aprender um pouco a ser livreira nos 11 dias do evento foi bem desafiador, mas ao mesmo tempo muito gratificante. Meus olhos brilharam do começo ao fim em ver tantos livros saindo de caixas todos os dias, expostos, e novos, prontinhos para serem comprados.

Além da experiência maravilhosa com os livreiros das universidades que estavam no mesmo círculo de amizades da minha chefa (❣) e de aprender muito sobre venda e atendimento ao público, as ofertas nesse ano foram maravilhosas, e teve muito livro bom por preços ótimos.

Nos primeiros dias deu tempo de tirar foto de algumas ofertas que duraram até quase o penúltimo dia da Feira, ou seja, esgotaram, mas ficaram por bastante tempo disponíveis. Vários estandes novos e alguns tradicionais estiveram presentes e fizeram os consumidores de livros e outros artigos relacionados surtarem com tanta coisa boa.

Numa estande chamada Qualquer livro a 10,0 reais (esse era o nome mesmo, não tinha outro), vi muitos (muitos mesmo) livros interessantes por esse valor bem em conta. Confere alguns:

O Diário de Anne Frank esgotou no antepenúltimo dia, mas vi muita gente com ele na sacola. Deu pra aproveitar.
Além dessa, outras estandes disponibilizaram muitos livros de fantasia e aventura por preços bem baixos também. Não posso comparar a uma Bienal do Livro em São Paulo e Rio de Janeiro (as quais nunca estive presente,mas sempre fico sabendo de preços menores ainda), mas essas estandes com esses livros a esse valor são novidades aqui em Belém, e acredito que trouxe muita gente às compras por conta delas.
Outra estande que estava com preços ótimos era a da Novo Século. Quase tudo a 20,0 e 15,0 reais. Todos os títulos da Rainbow Rowell por esse preço e boxes de histórias em quadrinhos e um do Mário de Andrade. Esse último eu adquiri 🖤
Na Livraria Relicário, um sebo famoso aqui de Belém, também muita coisa boa esteve por lá. Alguns livros raros, como a primeira edição de Primeira Manhã, do autor paraense Dalcídio Jurandir, prestigiado e estudado na área de Letras da UFPA e outras universidades. Uma amiga estudiosa do escritor conseguiu levar por um preço bem bacana.
Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger| Personalizado por: Jeniffer Yara | Imagens do Header: Pinterest | Ícones de gadgets/categorias: Freepik | Uso pessoal • voltar ao topo